MENU

LOGIN

Estudos e Estatísticas

Este Gabinete desenvolve e presta informações estatísticas e económicas nas áreas do Turismo e da Hotelaria com o objetivo de melhorar os resultados económicos da operação hoteleira em Portugal, potenciar o relacionamento entre a AHP e as Instituições públicas do setor do Turismo e apoiar os associados na gestão das suas unidades hoteleiras.


Do Gabinete de Estudos e Estatísticas fazem parte os AHP Tourism Monitors:


• Hotel Monitor
• Spa e Thalasso Monitor
• Termas Monitor
• Passenger Monitor
• Future Monitor
• Hip Charm Monitor


Esta ferramenta de apoio à gestão é gratuita para todos os hoteleiros do país.

Para ver outros estudos visite o Knowledge Center do Portal TTT.

 

Para mais informações contacte:
Gabinete de Estudos e Estatísticas
Tel: 213 512 360 | E-mail: gab.estudos@hoteis-portugal.pt
 

Tourism Monitors

O Gabinete de Estudos e Estatísticas da AHP desenvolve e presta informações estatísticas nas áreas do Turismo e da Hotelaria com o objetivo de melhorar os resultados económicos da operação hoteleira em Portugal, potenciar o relacionamento entre a AHP e as Instituições públicas do setor do turismo e, principalmente, apoiar os associados na gestão das suas unidades hoteleiras.

A cargo do Gabinete de Estudos e Estatísticas estão os Tourism Monitors (Hotel Monitor; Spa & Thalasso Monitor; Termas Monitor; Future Monitor; Hip Charme Monitor).

Através dos Tourism Monitors da AHP, o gestor hoteleiro tem à sua disposição um instrumento de gestão útil e exclusivo que lhe permite, nomeadamente, obter indicadores mensais operacionais e de mercado da actividade por zona geográfica e categoria de alojamento, permitindo assim comparar performance de actividade com hotéis do mesmo segmento.

Os Tourism Monitors são suportados por um programa informático próprio que permite, a qualquer momento, que todas as empresas aderentes possam consultar o histórico da sua informação e elaborar estudos de posicionamento da sua unidade hoteleira em relação à sua área ou a qualquer outra área geográfica portuguesa.

Através da assinatura do protocolo com a AHP, a empresa compromete-se à prestação mensal da informação solicitada, através de um sistema informático seguro e confidencial. Em troca, receberá o acesso aos Monitors (para os quais disponibilza dados) como instrumento de gestão do seu hotel. O acesso é garantido por “password” atribuída pela AHP, e só será interrompido se a empresa não fornecer a informação mensal.

Os Tourism Monitors estão disponíveis em www.ahp-monitor.pt.

Para aderir ao Tourism Monitors ou para saber mais contacte a AHP:
Gabinete de Estudos e Estatísticas
Tel: 213 512 360 | E-mail: gab.estudos@hoteis-portugal.pt
 

Estudos
15 December 2016

Inquérito Pós WEB SUMMIT 2016

A Web Summit fez subir em 11% a taxa de ocupação na cidade de Lisboa face a 2015, atingindo os 79% entre 6 e  9 de novembro. A conclusão é do inquérito realizado pela AHP – Associação da Hotelaria de Portugal junto dos seus associados, após a realização do evento.  “Através deste inquérito percebemos que o evento teve um impacto positivo quer na taxa de ocupação quer no preço médio. Recordo que, quando realizámos o inquérito para saber perspetivas em setembro, os responsáveis das unidades hoteleiras de Lisboa previam uma taxa de ocupação na ordem dos 85%, mas esses valores não foram atingidos. O preço médio por quarto ocupado também foi inferior”, adianta Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP. De acordo com os resultados desta auscultação ao setor, no que respeita à Área Metropolitana de Lisboa, durante esses dias, a taxa de ocupação situou-se nos 75%, face aos 66% nos mesmos dias de 2015. Em relação ao preço médio por quarto ocupado, o inquérito conclui que na cidade de Lisboa o valor foi de 130 euros (mais 45 euros face a 2015) e na Área Metropolitana foi de 120 euros (mais 40 euros quando comparado com o ano anterior). “Apesar da realidade ter ficado aquém das expectativas, a verdade é que,  que trazer a Web Summit para Portugal foi uma boa aposta também para os hoteis e que  este evento é muito importante durante a época baixa”, acrescenta a responsável.

Ler mais
15 December 2016

Inquérito Balanço 2016 e perspetivas 2017

De acordo com o inquérito da AHP - Associação da Hotelaria de Portugal junto dos seus associados, a hotelaria nacional tem muito boas perspetivas em relação a 2017 e prevê uma melhor performance em todos os indicadores, nomeadamente a receita total e receita de alojamento (para mais de 91% dos inquiridos), receita de F&B, taxa de ocupação por quarto, preço médio por quarto ocupado e RevPar.

Ler mais
22 November 2016

Inquérito WEB SUMMIT 2016

 De acordo com o inquérito realizado junto dos seus associados pela AHP – Associação da Hotelaria de Portugal, a Web Summit, que irá realizar-se entre os dias 8 e 10 de novembro, terá um impacto muito positivo nas unidades hoteleiras de Lisboa e Área Metropolitana de Lisboa. “O inquérito da AHP revela que tanto a taxa de ocupação como o preço médio por quarto serão francamente superiores aos de 2015 no mesmo período e que mais de metade das reservas efetuadas são de participantes na conferência. Isto significa que houve uma mudança face aos resultados do último inquérito, realizado em junho, que tinha revelado que a Web Summit era, ainda, uma incógnita para a hotelaria. Relembro que no inquérito de junho cerca de 40% dos hoteleiros tinha revelado que não tinha reservas para o período do evento”, indica Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP, concluindo que “Finalmente, a Web Summit chegou aos hotéis”.

Ler mais
17 November 2016

Inquérito Perspetivas Verão 2016

De acordo com o inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal “Perspetivas verão 2016” aos seus associados – no qual foram analisadas as reservas já efetuadas para o período de julho a setembro – os hoteleiros esperam um verão superior a 2015. Taxa de ocupação, RevPar e Preço Médio serão melhores este ano. Do total dos inquiridos, 58% dos hoteleiros consideram que a taxa de ocupação será melhor do que no verão do ano passado. Para 55%, a taxa de ocupação por quarto ficará acima dos 80% e 37% respondeu que este indicador deverá situar-se entre os 61 e os 80%. No que respeita ao RevPar  (preço médio por quarto disponível) e ao Preço Médio, as perspetivas são ainda mais animadoras. Do total, 75% e 74% dos hoteleiros estimam que o RevPar e o Preço Médio do quarto vendido, respetivamente, sejam superiores aos do verão de 2015. Analisando as perspetivas das regiões, há a referir que a Madeira, Algarve, Lisboa e Açores estimam uma taxa de ocupação acima dos 80%. Grande destaque para os hoteleiros dos Açores onde 100% preveem melhor taxa de ocupação, face a 2015.

Ler mais
09 March 2016

Inquérito Carnaval - Previsões Páscoa 2016

Relativo ao período do carnaval, foi alcançado para 50% dos inquiridos um melhor preço médio. A taxa de ocupação foi claramente mais forte no Norte, Alentejo, Algarve e Açores. No Centro e Lisboa, a taxa de ocupação foi inferior ao ano anterior, mas os preços foram superiores. Na Madeira, a taxa de ocupação e RevPAR foram inferiores, mas o preço médio foi melhor. Em relação às expectativas para a Páscoa, mais de 50% dos inquiridos apontam para uma melhor performance das receitas total e alojamento, dos preços e da taxa de ocupação. A receita de F&B está estável.  

Ler mais
20 January 2016

Inquérito Balanço do ano e perspetivas 2016

Ler mais
A exibir 1-6 de 15 itens.